Laser

“Efeitos analgésico, anti-inflamatório, antiedematoso e cicatrizante”

A Laser (“Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation”), significa a amplificação luminosa por emissão estimulada de radiação, sendo o feixe unidirecional.


Os aparelhos de Laser usados em Medicina Física e de Reabilitação têm potências entre 5 e 60 mW. São habitualmente de dois tipos: os de Arsénio-Gálio (As-Ga), que emitem de forma pulsátil radiação invisível na banda dos infravermelhos e os de Hélio-Néon (He-Ne), que emitem de forma contínua radiação vermelha. Ao atravessar os vários tipos de tecidos, a radiação sofre diversos efeitos, que incluem a refração, transmissão e absorção, tendo efeito anti-inflamatório, regenerador, cicatrizante e analgésico.

As indicações terapêuticas do Laser são vastas em patologias do foro músculoesquelético neurológico e dermatológico. Está indicado em traumatismos e contracturas musculares, entorses, cicatrizes, tendinites, bursites, fasceítes em patologias dolorosas da coluna vertebral (cervicalgias, dorsalgias, lombalgias) e de articulações dos membros, designadamente por osteoartrose e artralgias inflamatórias. Também em nevralgias e situações dolorosas após tratamento cirúrgico.

É um meio terapêutico que também tem as suas contra-indicações. A sua utilização deve ser criteriosa, em função da situação clínica de cada doente, podendo ser associada com outros agentes terapêuticos.